Notícias

As últimas Notícias sobre o setor Sucroalcooleiro

Safra mineira de grãos 2020/2021 está estimada em 15,6 milhões de toneladas

Safra mineira de grãos 2020/2021 está estimada em 15,6 milhões de toneladas

12/11/2020 06:49:00

A safra mineira de grãos 2020/2021 deve ser de 15,6 milhões de toneladas, com crescimento de 1,7% em relação ao volume produzido na safra anterior. Os dados da safra, iniciada no segundo semestre deste ano, fazem parte do 2º Levantamento de Safa de Grãos 2020/2021 da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A estimativa aponta, ainda, crescimento de 3,8% na área cultivada, que deve alcançar 3,6 milhões de hectares. Segundo o Superintendente de Inovação e Economia Agropecuária da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Carlos Eduardo Oliveira Bovo, a perspectiva de crescimento tanto de volume quanto de área é muito positiva.

“A nova safra está no início e esse aumento significa que os produtores percebem a importância e a oportunidade de continuarem produzindo no cenário da pandemia. Além de abastecer o mercado interno, existe a possibilidade de exportação, uma vez que muitos países aumentaram a demanda por alimentos brasileiros, especialmente os grãos. Os dados mostram essa percepção do produtor em relação ao que está acontecendo nos mercados interno e externo e o seu investimento na atividade”, avalia.

Grãos em números

O amendoim se destaca entre os grãos que apresentaram crescimento. A estimativa de produção de 6 mil toneladas é 22,4% maior do que a registrada na safra anterior. A área destinada à cultura deverá crescer 5,9%, passando de 1,7 mil hectares para 1,8 mil hectares. Com expansão da área, a expectativa é de bons resultados na produtividade, que deve alcançar cerca de 3.338 quilos por hectare e aumento de 14,7%.

A produção de arroz deve registrar aumento 7,3% nesta nova safra e ganho de 8,3% na produtividade. Em Minas são cultivados o arroz de sequeiro (29,5%) e o arroz irrigado (70,5%), com estimativa total de 8,8 mil toneladas. O plantio do arroz irrigado foi iniciado em Minas Gerais, já para o arroz sequeiro a previsão é de que a semeadura seja feita até dezembro.

O milho total (1° e 2° safra) tem expectativa de crescimento de 2,4%, atingindo um volume de 7,7 milhões de toneladas de milho total. A área plantada terá uma expansão de 1,1% e a produtividade será 1,4% superior à safra passada.

Já a produção de soja está estimada em 6,3 milhões de toneladas, incremento de 2,3%. Devido à valorização do grão no mercado a área destinada ao cultivo deverá ser 7,0% superior a safra 2019/20, 1,8 milhão de hectares. Milho e soja representam, juntos, 89,7% da produção mineira de grãos.

A produção esperada de trigo deverá ser 227 mil toneladas, 9% superior ao volume produzido na safra 2019/20. Apesar de estimativa de redução na área de -2,2%, a produtividade deverá aumentar em 11,4%.

Para alguns grãos cultivados no estado, a exemplo do algodão, há expectativa de queda. “Diante da perspectiva de cenários promissores para outros tipos de grãos, somado ao cenário de dificuldades trazidas pela pandemia, os produtores de algodão optaram pela redução da área plantada e aumento do cultivo de milho e soja, exatamente pela expectativa de exportação e o aquecimento da demanda no mercado externo por esses grãos”, explica o superintendente da Seapa, Carlos Bovo.

A produção de algodão em caroço tem expectativa de queda de 10,9% na produção, com redução de 7,9% na área plantada e menor produtividade de 3,2%. Segundo a Conab, a previsão é que a pré-semeadura do algodão no Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba seja iniciada em novembro.

Para o feijão total (1°, 2° e 3° safra) a previsão é de queda de 1,3% na produção, chegando a 548,1 mil toneladas, a área cultivada deve crescer 2,2%, porém é aguardado perca de 3,4% na produtividade. O cultivo do grão foi iniciado em outubro e a lavoura segue em desenvolvimento.

A área destinada ao cultivo de sorgo em Minas Gerais deve ser mantida. A previsão é de queda de 5,6% na produção, com uma perca de 5,6% na produtividade. A produção na safra 2019/20 deve chegar a 200,7 mil toneladas.



Márcia França - Ascom/Seapa

Foto: Pixabay/Divulgação