Notícias

As últimas Notícias sobre o setor Sucroalcooleiro

Desvalorização do dólar impulsiona preços do açúcar no mercado internacional

Desvalorização do dólar impulsiona preços do açúcar no mercado internacional

21/12/2020 07:46:00

Os contratos futuros do açúcar fecharam em alta nesta quinta-feira (17) refletindo a desvalorização do dólar que atingiu o menor nível em mais de dois anos em relação às principais moedas, o que torna as commodities precificadas em dólar mais baratas para investidores que detêm outras moedas, segundo apuraram analistas ouvidos pela Reuters.

No vencimento março/21 da ICE, de Nova York, a commodity valorizou 19 pontos no comparativo com a véspera, fechando cotada em 14,68 centavos de dólar por libra-peso. Já a tela para maio/21 foi contratada em 14,00 cts/lb, valorização de 15 pontos. Os demais contratos subiram entre 8 e 12 pontos.

Em Londres, o açúcar branco também fechou valorizado em todas as telas. Os lotes para março/21 foram negociados em US$ 403,40 a tonelada, alta de 4,60 dólares no comparativo com os preços de quarta-feira. Já a tela para maio/21 subiu 3,70 dólares, negociada em 396,70 dólares a tonelada. Os demais contratos subiram entre 1,70 e 3,20 dólares.

Operadores ouvidos pela Reuters disseram esperar que os exportadores de açúcar da Índia tentem garantir vendas rapidamente após o governo do país aprovar um programa de subsídios para até 6 milhões de toneladas do adoçante. "Qualquer recuperação significativa nos preços dependerá da possibilidade de os fundos voltarem às posições compradas, que foram reduzidas de forma significativa ao longo do último mês".

A Reuters trouxe ainda que o Reino Unido anunciou a criação de uma cota sem tarifa para importação de 260 mil toneladas de açúcar bruto em 2021, "em momento em que constrói uma política comercial independente pela primeira vez em quase 50 anos", afirmou a agência de notícias.

Mercado doméstico

O mercado interno do açúcar cristal voltou a subir ontem e recuperou parte das perdas da véspera. O Indicador Cepea/Esalq, da USP, foi firmado nesta quinta-feira em R$ 107,56 a saca de 50 quilos, valorização de 0,26% no comparativo com o dia anterior.

Etanol diário

Já o etanol hidratado voltou a cair pelo Indicador Diário Paulínia nesta quinta-feira, negociado em R$ 2.102,00 o m³, contra R$ 2.115,00 o m³ da véspera, desvalorização de 0,61% no comparativo entre as datas.

 


Rogério Mian

Fonte: Agência UDOP de Notícias