Notícias

As últimas Notícias sobre o setor Sucroalcooleiro

Nematoides estão presentes em mais de 70% dos canaviais

Nematoides estão presentes em mais de 70% dos canaviais

26/10/2020 08:57:00

Em casos de variedades muito suscetíveis e nível populacional muito alto, as perdas podem chegar a até 50% da produtividade

“Independentemente de onde se planta cana-de-açúcar no Brasil, haverá nematoides no solo.” A afirmação vem de especialistas no tema, como a pesquisadora do Instituto Agronômico (IAC), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Leila Luci Dinardo-Miranda. “Essa praga já tomou proporções alarmantes, estando presente em mais de 70% dos canaviais.”

Quatro espécies atacam a cana-de-açúcar, são os das galhas (Meloidogyne incognita e M. javanica) e os das lesões radiculares (Pratylenchus zeae e P. bracyurus).  De todas, a pesquisadora do IAC ressalta que a Pratylenchus zeae deve ser considerada como a mais importante para a cultura, pois é frequentemente encontrada em populações altas o suficiente para causar danos. Segundo Leila, é difícil analisar uma área de cana e não encontrar infestações dessa espécie.

Infelizmente, ainda há produtores e técnicos de usinas que dão importância apenas para as Meloidogynes – afirma. “Na verdade, essas espécies são apenas mais patogênicas para a cana do que as Pratylenchus, ou seja, são necessárias populações menores de incógnita e javanica para causar os mesmos danos de altas populações de zeae e bracyurus. Todavia, é muito mais fácil encontrar altas populações de zeae do que de incógnita ou javanica.”

Ao parasitarem o sistema radicular, bulbos e tubérculos, os nematoides podem causar grandes danos à cana-de-açúcar, que se torna deficiente e pouco produtiva. Em casos de variedades muito suscetíveis e nível populacional muito alto, as perdas podem chegar a até 50% da produtividade.

Estimativas apontam que o Brasil perde, anualmente, 15% de sua produção por causa dos nematoides. Mas esses números podem ser bem maiores, já que muitos contabilizam apenas as perdas mais severas, sendo que mesmo baixas infestações podem atrapalhar o desenvolvimento pleno de uma área.

Há quem considere que nematoides estão presentes apenas em solos arenosos. É um erro. Experimentos conduzidos por nematologistas em todo o Brasil evidenciam a presença dessa praga nos mais variados tipos de solo. Outro fato importante a ser destacado é que os nematoides não matam a cana. Portanto, se você está esperando seu canavial morrer para desconfiar que existem problemas com eles, pode esperar sentado. Eles não matam, mas sugam a produtividade.

 

 

Fonte: CanaOnline